Pré ou pós-fixado?

Diante das muitas opções de ativos presentes no mercado (CDB - Crédito de Depósito Bancário, LCI - Letra de Crédito Imobiliário, LCA - Letras de Crédito do Agronegócio, Tesouro Direto, entre outros), há uma questão que qualquer investidor irá se deparar em algum momento: invisto em ativos pré-fixados ou em ativos pós-fixados? Só para esclarecer, os pré-fixados são aqueles que possuem um percentual de taxa de retorno pré-definido, por exemplo: 10% ao ano e os pós-fixados utilizam índices para definir a remuneração, podendo inclusive haver uma mescla entre índice e um percentual pré-definido, como por exemplo: IPCA (famoso índice da inflação) + 5%.

Vale ressaltar que o perfil do investir pode ser importante nessa decisão, já que aquele que procura ser mais conservador com certeza irá procurar os ativos pós-fixados, com intuito de se proteger da variação da inflação. Por outro lado, aqueles que investem nos ativos pré-fixados entendem que há uma possibilidade dos indicadores caírem e com isso ganhar um valor maior.

Imagem retirada do site: http://seuguiadeinvestimentos.com.br/

Repare que não há uma resposta definitiva para essa pergunta. Pode-se dividir o valor e colocar um pouco em cada tipo, investir de acordo com o estado dos índices e investir com a finalidade de proteger o capital.

Nessa época de fortes pressões sobre os índices, com o Governo colocando todas as suas fichas no controle da inflação, eu resolvi investir nos pré-fixados. Entendo que nesse ano teremos uma tendência de alta na inflação e os outros índices não serão muito diferentes. Mas também acredito que a curto prazo (2 ou 3 anos) veremos uma tendência de baixa e isso pode significar que os que investiram em ativos de médio e longo prazos (5, 10 ou mais anos) podem ver uma queda de rentabilidade na reta final do seu investimento, enquanto os que investiram nos pré-fixados podem ver um ganho em relação aos índices que estarão em vigência. Além disso, há investimentos com retorno de 15% ao ano que pra mim possuem um percentual muito bom. Contudo, o que parece bom pra mim pode não ser pra outros e é nesse momento que deve-se refletir sobre o que fazer. (Afinal, dinheiro não nasce em árvore e está dureza de conseguir)

Vou exemplificar para que fique ainda mais claro a diferença de ganhos entre um ativo pré e um pós-fixado, em momentos diferentes:

Detalhes
- IPCA (inflação): 9% ao ano.
- Investimento inicial: R$10.000,00.
- Ativo com prazo de 10 anos;

Taxa de RetornoValor total (10 anos)
Pré-fixado13% ao anoR$ 113.000,00
Pós-fixadoIPCA + 5% ao anoR$ 114.000,00

Repare que os valores acumulados se distanciam brevemente, ainda assim diria que a diferença de R$1.00,00 é bem relevante. (Pelo menos eu gostaria de ganhar mais!) Além disso, estou contando com o fato de que o valor da inflação não se altera durante todo o tempo. (O que não irá ocorrer)

Se você é o tipo de pessoa que acredita que a inflação não vai recuar, então poderá escolher o ativo com retorno pós-fixado (IPCA + 5% ao ano). Mas se você acredita que a inflação pode cair e que talvez chegue a 6,5% ao ano (Teto da meta do Governo) então poderá decidir pelo pré-fixado. Isso se não levar em conta outros aspectos como: Perfil do investidor, quanto acredita ser um percentual de retorno bom e valor inicial mínimo exigido pelo ativo.

O prazo que coloquei nesse exemplo é relativamente alto para que o investidor se sinta confortável com uma ou outra opção. Além disso, um prazo menor e um acompanhamento dos acontecimentos e decisões do Governo podem fazer com que essa decisão se torne menos difícil. Por isso, acredito ser prudente investir em ativos de curto prazo (até 3 anos) nos momentos de crise. Ainda assim, diria que essa decisão seria mais voltada para saber no que investir o maior percentual do que no que investir tudo, pois acredito na diversificação como meio de proteção do capital.

Vale ressaltar que as definições de curto, médio e longo prazo são pessoais. Talvez para uma pessoa de 70 anos um investimento de 5 anos já seja longuíssimo prazo! (Eu acredito que certamente será!)

Espero que consigam bons percentuais de retorno, sejam pré ou pós-fixados. Bom investimento!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me diga o que achou.. comente!