Encontro a dois.. investimento de um?

O cara gosta da menina, conversa no zap, brinca, ri e chama pra sair. Até ai nada de anormal. Do outro lado a menina já mulher, aceita. Tudo na mais perfeita ordem. A menina se arruma toda, chama a amiga pra ver se a roupa escolhida está boa, monta umas 3 ou mais combinações de roupa e testa todas. (Eu disse todas!!) Usa o artificio da maquiagem para aparentar maior beleza, embora muitas nem precisem, passa esmalte, faz o cabelo e lê o horóscopo pra saber a previsão do dia. Quanto investimento hein! (Isso porque essa deve fazer pouca coisa! Eu cansei só de escrever!)

O cara está despreocupado, na verdade fez muitas coisas que não estão relacionadas ao encontro e somente espera a hora de sair. (Também muito comum, nada de anormal!) Só que chega a hora do encontro e.. O cara chega no local combinado com uma camisa de time e de chinelo (Tá de sacanagem né!) Não brinca que a menina levou um dia inteiro se arrumando pra você chegar no encontro achando que é jogador de futebol profissional, sendo que nem bola deve jogar!

Imagem retirada do site: https://canelanza.files.wordpress.com/

Pois bem meu amigo fanfarrão, não reclame quando a menina parecer desmotivada e procurar outro! Mas caso ainda não tenha saído, ainda dá tempo de seguir a minha dica e fazer direito: Não precisa se florear o dia inteiro pra sair com a menina, mas tenha um mínimo de interesse! (Até porque isso ia ficar meio estranho..) Não custa colocar uma calça, um tênis/sapato e uma camisa normal. Repare que não disse que era de time! Perfume também vale! (Tirando é claro os momentos de descontração em lugares que usar calça e sapato não tem nada haver, tipo praia)

O fato é o seguinte: Os maiores retornos nessa vida requerem investimentos altos e alguns nem estão disponíveis para a maioria que sequer tem acesso ao portfólio. Se você tem a oportunidade de sair com aquela menina, toda princesa, que até Deus ficou impressionado com o resultado da obra, porque não investir direitinho? Vai perder a oportunidade de ter a pessoa que você gosta do seu lado por causa de um deslize infeliz desse?

Então meu caro pense bem, invista um tempo para não chegar igual a um largado qualquer que está indo para um encontro qualquer com uma pessoa qualquer. (Quanto qualquer!) Porque todo mundo quer se sentir valorizado e nada melhor que saber que o outro se preocupou com os detalhes e que estava pensando todo tempo em você e em como fazer ou agir para que tudo saísse perfeito!

Vai por mim.. segue por ai e vai ser feliz!


Book Rosa.. Vou fazer o meu!

Não sou de ver novela, na verdade não gosto nem um pouco, mas é impossível não saber sobre esse tal 'book rosa' (Uma espécie de prostituição de luxo). É o assunto do momento! A diferença entre um dia de trabalho comum e algumas horas de 'book rosa' parece ser gritante, mas até aonde isso é realmente vantajoso?

Pelo aspecto financeiro parece ser excelente, ganhar rios de dinheiro, poder comprar tudo que deseja, viajar o mundo e fazer tudo o que o dinheiro possa proporcionar, mas talvez não seja um trabalho recompensador. (Digo talvez, porque tem louco pra tudo!) Perceba que não tenho nada contra, acredito que cada um faz com o seu corpo o que bem deseja, inclusive submeter o mesmo aos riscos que com certeza vão se materializar em algum momento.

O ponto que me intriga nesse assunto é a quantidade de dinheiro envolvido. (Acho que nem a operação Lava-Jato ganha hein!) As pessoas se deixam levar por valores que talvez não justifiquem o ganho e com isso o custo benefício desse tipo de empreendimento pode ser bem abaixo do esperado. (Dinheiro que vem fácil, vai fácil!)


Será que rola um book azul?
Imagem adaptada do site: http://www.educacao.diadema.sp.gov.br/

Apesar de todos os pontos contras já estabelecidos pela sociedade como um todo, há o ponto financeiro e é esse ponto que me instigou a escrever sobre isso. Aonde podemos encontrar um trabalho remunerado que não precise de estudo e que pode oferecer um valor muito acima de qualquer ganho em qualquer área? (Pode ser que nem toda pessoa que se sujeite a esse tipo de ação ganhe bem, como também existe o fato de que atributos físicos moderam o valor a ser cobrado)

É bem triste ver que as possibilidades se distorcem ao ponto de desviar as pessoas do que almejavam no início de um trabalho, resultando em prostituição. (Pra mim é só uma forma ruim de pular etapas que entendo como importantíssimas, a fim de alcançar o 'sucesso') Acredito que nem todos os eventos levem a esse tipo de 'solução', mas quando o fazem, buscam o enriquecimento ou a fama, simplesmente. Tenho minhas convicções de que não são poucas as pessoas que se sujeitam ou sujeitariam a coisas que em algum momento acreditavam que não fariam parte de suas vidas em troca de riqueza. O mais importante é o como, o fim só é resultado daquilo que realizamos! (Não sei se essa frase tem haver, mas vou deixar, ficou bonito demais.. que poeta hein!)

O fato é que esse negócio dá dinheiro, muito dinheiro, com o detalhe de ser em pouco tempo. Gostaria de lembrar que como todo investimento, o retorno é proporcional ao risco e ainda não encontrei um investimento que tivesse esse tipo de remuneração no pouco tempo, com investimento inicial igual a zero e risco baixo, aliás nem deve existir. Trabalho então nem se fala! Sempre ouvi que quem trabalha não tem tempo pra ganhar dinheiro, talvez esse 'book rosa' desminta isso um pouco, afinal é ou não é um nome moderno para a profissão mais antiga do mundo?

Eu não sei se basta uma oportunidade, mas já tô vendo umas fotos pra fazer o meu book azul, vai que as coroas curtem né!? Será que existe book azul?

Miojo.. quem nunca comeu?

Poderia dizer que é em época de vacas magras que alguns pratos são mais consumidos, mas o famoso macarrão instantâneo não tem época. Num desses dias estava procurando algo na despensa e me deparei com o fato de não ter um miojo sequer! Achei um absurdo tão grande que resolvi ir dormir.

Sei que tem muita gente que não come miojo pelos motivos mais variados, mas essa maravilhosa comida de universitário é prática e barata. (Tem quem compre em lote! Tipo EU!) Nem adianta dizer que nunca comeu um miojo com salsicha ou que nunca mandou uma de cozinheiro profissional e inventou alguma coisa pra substituir o tempero "cancerígeno" dele. (Não mente pro tio, você já fez que eu sei..)

Imagem retirada do site: http://guiadossolteiros.com/

Comida é uma das poucas coisas que eu não regulo o gasto. (Na verdade acho que é a única) Pagar pra comer uma boa comida deveria ser considerado um investimento porque passar mal por causa de comida ruim não está nos meus planos, fora que passar mal gasta dinheiro, além disso não existe nada que me deixe mais chateado que comer algo caro e ruim. (Talvez perder dinheiro, mas isso é bem mais difícil de acontecer)

Percebi que a graça do macarrão instantâneo está na sua identificação com momentos complicados, sem torná-los os piores da sua vida. Muito pelo contrário, pode-se dizer que para algumas pessoas ele lembra de momentos que antecederam conquistas incríveis. E porque não usar a criatividade para transformar o macarrão em qualquer coisa e gerar uma economia formidável (Ainda não consegui transformar ele em carne, uma pena porque a carne tá muito cara!)

Se for pensar no custo benefício relacionado ao tempo, diria que o macarrão tem uma situação engraçada: leva-se apenas 3 minutos para fazer e pelo menos uns 10 pra esfriar! (Se usar um ventilador vai mais rápido) Mas no conjunto vale muito a pena investir num miojo!

E aí, vai um miojinho?