Bitcoin Billionaire.. Um jogo capitalista com BitCoin!

(Post atualizado conforme as evoluções do jogo - 30/11/2015)

Nessa minha busca incessante por games de evolução e que envolvem o capitalismo selvagem, encontrei o Bitcoin Billionaire, um jogo que simula a mineração de bitcoin de um personagem e que é altamente simples e viciante. Vale esclarecer que o jogo não minera bitcoin de verdade! (Deixo o link para o jogo no final do post) 

Esse é um jogo do tipo clicker, ou seja é preciso clicar na tela para ganhar moedas no jogo, embora uma boa estratégia nesse tipo de jogo possa significar uma quantidade muito menor de cliques para ganhar o mesmo valor.

Imagem do jogo tirada pelo celular.

Os jogos de dispositivos móveis estão usando uma forma de bonificação dentro do jogo baseada em propagandas autorizadas, ou seja, ele oferece um bônus para que você alcance os objetivos do jogo com maior rapidez, em troca você tem que aceitar assistir um vídeo promocional. Até ai nada demais, mas esse jogo tem uma sacada muito boa e diferente. Ele te oferece 3 cartas ocultas que podem ser bônus ou ônus. (Sim! Você pode perder alguma coisa) Contudo, ele permite que o ônus não seja absorvido se você assistir uma propaganda. (Eu assisto! Não quero perder nadinha! Tem um ônus que faz você perder os investimentos dos próximos 5 minutos!!! Terrível!)

O jogo é bem simples e intuitivo, com ganhos a partir de cliques e 'mineração' de bitcoins quando estiver offline. As evoluções te permitem ganhar mais por clique e isso se torna viciante! (Esse foi o segundo aviso! Quase um: 'Senhor, afaste de mim esse cálice!') A mudança do cenário também é legal, te dá a sensação de estar vencendo no jogo.

Se pudesse dar uma dica, diria que é necessário gastar os HyperBits! (Que são as pedras vermelhas) Atualizar os investimentos para que eles funcionem quando estiver offline é uma característica do jogo que pode influenciar positivamente e fazer a diferença. É nessas atualizações que entram os HyperBits. Outro ponto é que existe um limite de acumulo, que também é uma boa sacada do desenvolvedor, pois isso 'obriga' que entre no jogo de tempos em tempos, pois ele não irá minerar a torto e a direito para ter milhões a sua disposição quando você entrar. (A não ser que esteja bem avançado no game)

A estratégia nesse tipo de jogo é muito importante para que possa evoluir e 'trabalhar' menos para ganhar seus preciosos bitcoins! Esse jogo é uma forma divertida de aprimorar suas habilidades gerenciais e vale muito a pena.

Espero que curtam o jogo!! Lembrando que eu não ganho nada com a propaganda, mas vale indicar as boas iniciativas que encontramos.

Segue o link para o jogo no Google Play: 

Segue o link para o jogo no iTunes: 

Acumular X Rentabilizar seu dinheiro.. está difícil!

Existe uma boa diferença entre acumular e rentabilizar, mas as duas coisas andam juntas. Não há como rentabilizar sobre o nada e para rentabilizar cada vez mais e usufruir do milagre dos juros compostos é necessário que ocorra uma acumulação de bens, valores e ativos. (Quer saber mais sobre os juros compostos? Veja o link: o milagre dos juros compostos)

Uma das máximas do poupador é poder ver o seu rico dinheirinho se multiplicando e a parte mais difícil, o primeiro passo para obter o tão esperado sucesso, está justamente no potencial de acumulo que cada um tem.

Eu sei que é difícil demais juntar dinheiro e que não sobra nada, mas nadinha mesmo. (Pobre de marré deci forever alone.. talvez não tão alone!) Mas não se preocupe, o tio vai te guiar para o caminho da salvação. Sim, você terá que sofrer um pouco, deixar de ir no cinema num final de semana, de comprar uma coisa ou outra, de gastar num rodízio ou qualquer outra coisa que possa significar um gasto que pode ser adiado (o caminho tem espinhos!), essa é a chave para um início de acumulo, o que não significa que terá que fazer isso para todo o sempre. (Afinal, você só estará adiando um gasto agora para gastar no futuro um valor maior)   


A grande sacada é conseguir acumular um pouco de dinheiro o mais cedo possível e deixar que o milagre dos juros compostos te converta. Acredite, quando você começar a ver que o seu dinheiro está aumentando graças aos seus esforços e que de fato pode dar um resultado positivo, acumular se tornará um vicio.

Depois que já tiver um valor acumulado, poderá começar a pensar em rentabilizar o seu dinheiro, que nada mais é que ganhar mais com o mesmo valor. (Que doido né? Contarei mais..) É difícil encontrar ativos que devolvam uma taxa de juros maior com aportes iniciais baixos. Por isso, acumular 5 mil reais na poupança e depois investir esse valor num CDB (Certificado de Depósito Bancário), por exemplo, poderá alavancar a rentabilidade que você tinha, garantindo um retorno maior sobre o mesmo montante que você acumulou. (Isso para o caso do CDB com aporte mínimo de 5 mil reais e taxa de retorno maior que a poupança, o que não é difícil de encontrar!)

Tenha a certeza de que você consegue e que qualquer valor ou esforço serão recompensados de forma proporcional. (É mais ou menos isso! Principalmente no que diz respeito ao "recompensar de forma proporcional") Não é fácil manter uma meta financeira, pode-se comparar com uma dieta, às vezes a tentação bate à porta e é preciso estar firme no seu objetivo. (Que atire a primeira pedra quem nunca perdeu o foco por causa de uma lata de leite condensado!!)

Ajuste seus gastos, junte seu dinheiro e rentabilize ele que você irá alcançar seus objetivos financeiros ainda mais rápido!


FIIs - Fundos Imobiliários.. uma renda mensal sem imposto!

Os Fundos de Investimento Imobiliário - FII ou simplesmente fundos imobiliários proporcionam algumas boas vantagens em relação ao aluguel e podem ser uma saída de investimento interessante para os que não possuem dinheiro suficiente para comprar um imóvel, mas gostariam de investir nessa área.

A primeira coisa que se deve ter em mente é que FIIs são investimentos de longo prazo e que possuem riscos como todo investimento. Uma segunda coisa é que os FIIs são negociados na bolsa de valores e para isso é preciso ter uma conta numa corretora de investimentos, assim como pagar pela custódia das cotas caso a corretora cobre e pagar pelas transações de compra e venda de cotas na bolsa (Esse valor vai variar entre as corretoras).

Imagem retirada do site: http://fundosinvestimentos.com/


Os fundos imobiliários pagam mensalmente um valor por cota e é essa característica, que eu chamo de aluguel, que mais gosto nos fundos. Esse aluguel é um pouco diferente do aluguel comum, pois ele não é tributado. (Isso mesmo, o valor pago por cota é 100% seu!) Pessoalmente, utilizo o valor desse aluguel para cobrir despesas da minha conta investimento e o restante uso para aplicar em novos ativos, mas nada me impede de transformar esse valor em uma renda mensal que eu possa usufruir como se fosse uma 'aposentadoria' antecipada.

Imagine que um FII esteja pagando R$0,80 por cota e que você seja o feliz investidor de 2000 cotas desse fundo que custam cada uma R$100,00. Pois bem, você investiu R$200.000 e consegue um lucro liquido de R$1.600 mensais sem imposto algum. Se esses mesmos R$200.000 estivessem investidos num imóvel, teríamos um aluguel por volta de R$1.000 ou R$1.200. Além disso você teria que pagar o imposto sobre o aluguel no caso da sua renda ultrapassar o teto estabelecido pela tabela do IR vigente.

Apesar das grandes oportunidades que podem se apresentar a você, vale a pena ver bem aonde está investindo, pois os riscos existem, como por exemplo: a vacância. O aluguel distribuído como uma espécie de dividendo pode sofrer alterações em FIIs que aglomeram mais de um imóvel, podendo inclusive ter a utilização da reserva do fundo para cobrir possíveis despesas. Considero uma vacância normal quando está por volta 10% no máximo.

Acredito no FII como um investimento de longo prazo que vale muito a pena, mas para aqueles que não aguentam esperar pode não ser uma boa oportunidade. As cotas podem desvalorizar a curto prazo e só se recuperarem a médio prazo (5 ou 10 anos ou mais) frustando os que esperam retorno rápido que não somente pela remuneração mensal, mas também no valor das cotas.

Lembre-se: invista com cautela, dinheiro não nasce em árvore e estude antes de colocar seu suado dinheirinho em qualquer coisa que qualquer um indique. (Inclusive eu!)


O lorax - Em busca da trúfula perdida

Num fim de semana desses que se tornou um feriadão, resolvi assistir um filme e aproveitar que um dos meus gêneros preferidos foi muito explorado pela televisão em geral: Animação. Sim, eu gosto desses filmes estilo desenho animado e que intitulam como animação. (Ah tá bom né!)

Resolvi assistir ao filme: O lorax - Em busca da trúfula perdida. Esse filme trata muito bem da ganância do homem que muitas vezes é associada a uma criatividade de forma distorcida, gerando resultados inesperados. Ele procura passar uma mensagem simples: A natureza é importante! (Segue o link para o filme no final do post)

Imagem retirada do site: http://www.oblogdamari.com/

É quando o personagem Ted procura entender mais sobre a história das árvores que não existiam mais, que tudo começa. (Na verdade Ted quer impressionar uma menina, mas isso não diminui ou desqualifica a atitude dele) A busca insensata por dinheiro e fama a qualquer custo é o ponto alto e a crítica da película, que no meu ponto de vista é um reflexo da realidade. Recentemente observei que existe uma empresa (Acredito que chinesa) que está desprendendo esforços para engarrafar ar puro. Uma iniciativa controversa já que isso não soluciona o problema do ar poluído, mas capitaliza com o ar puro como produto raro. (Será que alguém compraria uma garrafa de ar puro? Seria tipo abriu.. acabou!)

Esse filme é uma chamada forte para a realidade e confirma o quanto as demonstrações de poder e dinheiro podem ser o combustível da destruição se não forem tratados com a responsabilidade que merecem. Se trata muito mais do que só cuidar da natureza, trata-se de parar de viver no artificial e cuidar mais do planeta que vivemos.

Além disso, o filme mostra que é muito fácil se associar ao errado mesmo que esse não seja o intuito. A distração que a ganância pode oferecer, acaba por mascarar a verdade que só aparece quando já está muito próximo de perder tudo o que sequer pensava que estava destruindo. O valor é realmente desvendado quando já não existe o que deseja.

"A menos que você se importe de montão, nada vai mudar não" - O Lorax

Segue o link para o filme:

Food Truck e a moda do gourmetizado

Estamos vivenciando uma nova modinha, o chamado gourmet. Tem gourmet de tudo e comida virou a sensação do momento na mídia, na rua, no caminhão, no restaurante ou seria melhor dizer que em tudo logo pra não gastar saliva. É uma nova onda que permite que as pessoas esqueçam um pouco dos problemas, como a inflação sobre os alimentos, por exemplo. (Mentira!! Foi só pra descontrair..)

O lado ruim dessa gourmetização é que só gourmetizam os preços. Um pão chanslizê com linguiça frankfurt ao molho supra, cebolas roxeadas e mostarda preta (Putz.. é pão com linguiça!! E por R$20,00!? Tá maluco!?) O nome dessa super valorização não é inflação, mas sim o bendito gourmet. Não consigo conceber um valor tão alto para produtos tão simples, aliás basta fazer qualquer coisa num caminhão, o chamado food truck, que a valorização do produto passa dos 200%.

Tá aí um cachorro quente na moda.. hehe
Imagem retirada do site: http://vejasp.abril.com.br/

Sim, essa moda tá levando o dinheiro de uma galera pro bolso de uma outra galera, sem nenhum motivo aparente. (Humm.. podia fazer parte da segunda galera hein!) Ao mesmo tempo, se uma boa triagem for feita, encontrar um gourmetizado que vale a pena, saborear uma comida de qualidade e diferente da comida comum de casa, pode ser possível. Alguns lanches podem ser mais que lanches, podem ser experiências novas.  (Essa última frase é quase um slogan para vender gourmetizados em geral!)

Além dos food trucks, alguns restaurantes resolveram aderir ao gourmet personalizado (esse que só aumenta o preço) Vale dizer que escolheram um momento não muito propício e que com isso muitas pessoas estão preferindo fazer sua própria comida, evitando comer fora. O negócio é abstrair e fazer dessa situação uma boa oportunidade para liberar sua face gourmetizada, inventar de verdade com pouco dinheiro, sem sair de casa.

Bem, me deu fome.. vou fazer um lanche.. E aí, vai uma carne de picanha aglomerada num pão de cevada do oriente, cebola caramelizada num molho reduzido de shoyo com gorgonzola e muito cheese? (Tradução: Quer um hamburguer fio? Pensa bem hein... RS50,00.. huahaua)