Food Truck e a moda do gourmetizado

Estamos vivenciando uma nova modinha, o chamado gourmet. Tem gourmet de tudo e comida virou a sensação do momento na mídia, na rua, no caminhão, no restaurante ou seria melhor dizer que em tudo logo pra não gastar saliva. É uma nova onda que permite que as pessoas esqueçam um pouco dos problemas, como a inflação sobre os alimentos, por exemplo. (Mentira!! Foi só pra descontrair..)

O lado ruim dessa gourmetização é que só gourmetizam os preços. Um pão chanslizê com linguiça frankfurt ao molho supra, cebolas roxeadas e mostarda preta (Putz.. é pão com linguiça!! E por R$20,00!? Tá maluco!?) O nome dessa super valorização não é inflação, mas sim o bendito gourmet. Não consigo conceber um valor tão alto para produtos tão simples, aliás basta fazer qualquer coisa num caminhão, o chamado food truck, que a valorização do produto passa dos 200%.

Tá aí um cachorro quente na moda.. hehe
Imagem retirada do site: http://vejasp.abril.com.br/

Sim, essa moda tá levando o dinheiro de uma galera pro bolso de uma outra galera, sem nenhum motivo aparente. (Humm.. podia fazer parte da segunda galera hein!) Ao mesmo tempo, se uma boa triagem for feita, encontrar um gourmetizado que vale a pena, saborear uma comida de qualidade e diferente da comida comum de casa, pode ser possível. Alguns lanches podem ser mais que lanches, podem ser experiências novas.  (Essa última frase é quase um slogan para vender gourmetizados em geral!)

Além dos food trucks, alguns restaurantes resolveram aderir ao gourmet personalizado (esse que só aumenta o preço) Vale dizer que escolheram um momento não muito propício e que com isso muitas pessoas estão preferindo fazer sua própria comida, evitando comer fora. O negócio é abstrair e fazer dessa situação uma boa oportunidade para liberar sua face gourmetizada, inventar de verdade com pouco dinheiro, sem sair de casa.

Bem, me deu fome.. vou fazer um lanche.. E aí, vai uma carne de picanha aglomerada num pão de cevada do oriente, cebola caramelizada num molho reduzido de shoyo com gorgonzola e muito cheese? (Tradução: Quer um hamburguer fio? Pensa bem hein... RS50,00.. huahaua)


Um comentário:

  1. Os custos para se manter um Food Truck são altos. Deslocamento, gasolina, ambiente adequado para que os alimentos sejam mantidos em condições de higiene e conservação adequadas e etc. Sem falar que precisam de licença para rodarem por aí. Entao um hamburguer caseiro de 20,00 não é menos valiosos que um combo BicMac cheio de conservantes.. :P Mas de fato é preciso saber escolher.. pq sempre terão coisas bm diferentes que valerão à pena! ;) Viva o Capitalismo empreendedor! :D.. Parabens pela postagem!

    ResponderExcluir

Me diga o que achou.. comente!