Encontro a dois.. E o programa é de índio!

Na terra de Arariboia, fazer programa de índio não era pra ser novidade!

Estamos passando por um momento delicado e não custa nada fazer alguns programas de índio. (Na verdade custa pouco, mas nada, nada, não existe! É até um sonho meu que existisse!) Esses programas são essenciais pra manter o bem estar financeiro sem que se distancie da pessoa amada e além disso pode ser sim uma coisa legal ao contrário do que sugere a expressão!

Por Alexandro Jack

São muitos os fatores que podem levar o casal a fazer um programa de índio: excesso de trabalho, distância,  falta de tempo e aquele fator primordial para o financiamento das saídas e curtições, a falta de dinheiro. Contudo, é possível realizar programas que não envolvem um gasto muito grande permitindo que os programas em casal continuem a todo vapor, como por exemplo: assistir um filme em casa, passear pelo shopping, dar uma volta no parque, fazer sua própria pizza caseira a 4 mãos, passear em locais públicos e gratuitos como museus, bibliotecas, praças, praias e muitos outros.

Há um ponto que não muda e é independente de qualquer programa que seja feito, a companhia. Porque o melhor mesmo é ter uma companhia que te permita estar em qualquer lugar, gastando dinheiro ou não, rindo e fazendo do tempo um espaço único, sem igual e valioso. E estar com uma pessoa que te compreende e que incentive o seu perfil, seja ele mais consumista ou não, deveria ser crucial pra qualquer momento merecedor de registro em memória.

Então libere seu lado tupi e coloque a sua pajelança pra funcionar! (Se possível em pró da economia!) Faça do seu programa de índio um evento! Mesmo que seja só pra dançar a dança da chuva no ritmo do sertanejo universitário..


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me diga o que achou.. comente!