Chapeuzinho Vermelho.. a revendedora

Certo, talvez você conheça a história de chapeuzinho vermelho. (Humm, será mesmo?) Pois bem, os fatos são que chapeuzinho viveu uma história capitalista. Sim, é isso mesmo! Sério! Tudo tinha a ver com dinheiro, perseguição e a busca pela fama, quase um filme de ação hollywoodiano, pelo menos na minha versão capitalista. Veja só a minha versão da história:
Chapeuzinho vermelho era conhecida por toda a vizinhança e acordava cedo para trabalhar numa cidade de interior que tinha um movimento bem incomum. Ela era conhecida por seu belo capuz vermelho, um marketing pessoal que a diferenciava dos outros vendedores de doces. Sim, ela era revendedora de doces e vendia muito bem, todos adoravam os doces e os preços de chapeuzinho.

Toda manhã, chapeuzinho ia até a loja de doces que ficava do outro lado da cidade e voltava para revende-los. O detalhe era que ela ia a pé para economizar na passagem e aumentar sua margem de lucro. O nome da loja? Ah sim.. Casa da Vovó! Nessa loja trabalhava uma pacata senhora, confeiteira de mão cheia e que resolvera abrir uma loja após a aposentadoria, já que seu ordenado oferecido pelo governo não dava para pagar todas as contas e remédios. Apesar dos seus problemas de coluna, vovó, como era chamada carinhosamente, era muito feliz com o que fazia e trabalhava o dia inteiro, só parando para deitar um pouco à tarde para dar um refresco para suas costas tão doloridas.

O sucesso nas vendas de chapeuzinho eram evidentes. Uma cesta novinha fora comprada pois a antiga já não dava conta da demanda e uma maquininha fora adquirida para facilitar as vendas, até mesmo uma bicicleta estava sendo cotada para servir de transporte. Era o sucesso batendo à porta! Mas nem tudo eram flores, pois seus concorrentes estavam irritados com as investidas de venda agressiva de chapeuzinho e o seu maior concorrente já planejava acabar com essa farra do boi. O lobo da floresta, com seu marketing pessoal, acabara por ser conhecido como lobo mau, muito por causa dos seus métodos para destruir a concorrência, vendas casadas e técnicas para segurar os clientes. Após tentar de tudo, o lobo mau resolveu armar uma emboscada para a chapeuzinho. Era só esperar o momento certo!

Imagem retirada do site: http://liberatinews.blogspot.com.br/

Num belo dia de vendas, chapeuzinho se deparou com uma situação diferente. Seus doces haviam acabado antes mesmo de terminar seu expediente e com isso ela resolveu voltar a casa da vovó para comprar uma nova remessa de doces. Afinal, tinha que ganhar um bom dinheiro naquele mês para poder pagar seu aluguel atrasado. Esse fora o momento perfeito para que o lobo mau se adiantasse. O lobo, num surto de ideias, resolveu tomar o lugar da vovó no seu período de descanso e se disfarçar de atendente da loja. Sua ideia era dificultar a venda e cancelar todos os cupons e descontos de chapeuzinho já cadastrados no sistema web da loja.

Chapeuzinho chega na loja e percebe o novo atendente, pergunta pela vovó e recebe como resposta que a mesma está descansando, mas que ele, o lobo, iria atende-la. Sem desconfiar, ela escolhe os doces e leva ao caixa. O lobo, muito malandro, diminui a quantidade de doces da cesta e repassa o preço muito acima do que deveria ser vendido, além de cobrar taxas e impostos inexistentes. Chapeuzinho desconfiada resolve perguntar: 

Chapeuzinho: Porque esse imposto tão grande?
Lobo: É pro governo gerir melhor!

Chapeuzinho: Porque essa taxa tão grande?
Lobo: É pra loja te atender melhor!

Chapeuzinho: Porque esse preço tão grande?
Lobo falando baixinho: Essa garota só reclama! Não é à toa que consegue desconto!

No meio da venda e prestes a passar a perna na chapeuzinho eis que surge o segurança 'Lenhador' que há muito tempo estava atento no movimento da loja. O segurança da vovó era um atleta escocês que adorava os esportes de sua terra natal, principalmente o lançamento de toras de madeira que o obrigava a cortar árvores de tempos em tempos e foi daí que surgiu seu apelido de lenhador. Vovó com uma escopeta nas mãos e o lenhador com seu inseparável machado partiram pra cima do lobo que atordoado resolveu correr e fugir enquanto gritava que era 'Pegadinha do Malandro', para nunca mais voltar.

Hoje em dia chapeuzinho já possui uma rede de revendedoras e é muito famosa no ramo, enquanto a vovó abriu mais uma loja com ajuda das Senhoras Distintas, um grupo de leitura que participava nos finais de semana em que não trabalhava. O lenhador passou a ser o segurança chefe mesmo após ganhar a medalha de prata no arremesso de toras dos últimos jogos escoceses e chegar mais perto do seu sonho de ser um atleta patrocinado. Já o lobo, virou contrabandista e acabou sendo preso anos depois numa cidade mexicana, tentando vender doces estragados a um policial americano na fronteira com os Estados Unidos.
Pois é, pode não parecer verdade, mas essa história é a verdadeira história de chapeuzinho vermelho! Viu só como você não sabia de nada!


Um comentário:

  1. Uma ótima maneira de entender o que as histórias contadas na infância querem transmitir. Texto excelente! Parabéns! :)

    ResponderExcluir

Me diga o que achou.. comente!