Títulos de Capitalização... Apostando no acaso

Vivemos num mundo cercado por promessas de ganhos fáceis e rápidos e são muitos os que vislumbram o enriquecimento apostando no acaso. Há casos em que o percentual de sucesso é totalmente desconhecido, contando somente com a torcida e a crença na vitória ou ainda que são simplesmente investimentos inconscientes. É fato que algumas pessoas conseguem entender melhor a relação com o jogo e conseguem não se frustrar com as derrotas, transformando-as em experiência, mas também é fato que essas pessoas fazem parte da minoria e que como a maioria também não ganham nada significativo.

A grande sacada das apostas é saber quais são suas possibilidades reais de ganho para que você possa entender melhor suas chances de vitória e decidir se vale a pena correr o risco. Mas o essencial mesmo é: Nunca aposte um dinheiro que vai precisar! (No meu caso, nunca apostaria nem mesmo o que não precisaria. E parando para pensar: Quem tem dinheiro que não precisa? Não sou eu!) Todos os cálculos só mostram o quão difícil ou improvável é sair vencedor em uma aposta comum, como por exemplo: sorteios de títulos de capitalização.


Sim, os títulos de capitalização são apostas, não tem como dizer nada ao contrário. (Diria que são apostas na derrota certa) Há diversas formas de maquiar uma situação para que ela se apresente favorável quando na verdade não é. Com um retorno que representa um valor muito abaixo do ofertado na poupança e a promessa de participação em sorteios que podem render prêmios fantásticos, os títulos de capitalização se tornam um bom exemplo do que não comprar, mas as pessoas acabam comprando. (Talvez por falta de uma educação financeira ou por simplesmente ter sido enganada) Além de um retorno horroroso, os títulos ainda possuem taxa de administração ou taxa de carregamento, perdas significativas de capital nos casos de resgate antes do prazo final e por último temos o Imposto de Renda sobre o lucro. (É até zoeira cobrar imposto sobre o lucro! Que lucro é esse!? Sobrou alguma coisa!?)

Para que fique bem claro: Eu não recomendaria títulos de capitalização nem pro meu pior inimigo! É muita crueldade. Mas com certeza esse meu pensamento não é compartilhado com os gerentes de banco que no menor descuido te apresenta um produto com possibilidades de ganho 'fácil' chamado título de capitalização. (Eu levaria uma oferta dessa como insulto a minha inteligência e iria embora!)

Vale ressaltar:

  • Título de capitalização não é poupança! (Não é se quer um investimento)
  • As chances de ganhar qualquer coisa são mínimas. (Não conheço ninguém que tenha ganho)
  • As chances de se frustar são enormes. (Pra mim é certeza de frustração)
  • As perdas de dinheiro serão significativas. 
  • Grandes chances de sair com menos dinheiro do que investiu.
Sendo bem incisivo: se você tem um título de capitalização, não se desespere, o erro já foi cometido. Espere acabar para pelo menos recuperar o que "investiu" e aprenda com sua própria burrada. Se não tem, NÃO compre! (A não ser que queira perder dinheiro é claro!)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me diga o que achou.. comente!