As contas X Os Investimentos

São muitas as pessoas que discursam a favor do que chamam de: "Pague-se primeiro". Isso nada mais é que: Invista um valor planejado, haja o que houver, mensalmente, mas se não sobrar o suficiente para as contas, paciência né, corra atrás do prejuízo e ganhe dinheiro adicional para pagar. É uma espécie de aprenda na marra que você tem que viver com menos do que você ganha e investir sempre. Tem quem se adapte a esse tipo de vida e tem quem simplesmente ficaria louco se aderisse a isso. (Eu ficaria louco, prefiro planejar e pagar as contas primeiro, invisto o que sobra e depois replanejo para sobrar mais no mês seguinte)

Muito dessa ideia ou comportamento parte do fato que a maioria das pessoas não conseguem se planejar para acumular recursos e investir, sem dizer outras muitas que pagam todas as contas e simplesmente não sobra nadinha. É sempre bom avaliar as opções e nesses casos, ou se segue a ideologia do "pague-se primeiro" ou a pessoa terá que se planejar e reduzir despesas primeiro.

Imagem retirada do site: http://chargedodiemer.blogspot.com.br/

Se você é daqueles que não dorme por causa de dívida já adquirida ou até mesmo por causa daquela conta que vai chegar com data e hora, mas você ainda não sabe sequer como vai conseguir o dinheiro para pagar, então esqueça esse "pague-se primeiro", pelo menos por enquanto. (Acredite, você tem potencial pra ficar louco se seguir isso, além de poder aumentar suas dívidas e ficar com o nome sujo por mais tempo)

O fato é que essa metodologia foi feita pra quem está com a vida financeira longe do limite do abismo ou até mesmo próximo dele, mas nunca dentro do abismo. O que quero dizer com isso é: Se você está com dívidas ou se suas despesas são frequentemente maiores que suas receitas, então é melhor você realizar alguns cortes, arranjar uma receita adicional ou ainda, renegociar suas dívidas para quem sabe eliminar as mesmas ou até mesmo facilitar o pagamento ao ponto de sobrar algum recurso pra ser investido na metodologia.

Por outro lado, o "pague-se primeiro" procura educar financeiramente, mostrando como "qualquer um" pode acumular dinheiro e colocar ele pra trabalhar pra você. É comum que se pense que a metodologia é para realização de gastos em coisas supérfluas ou não tão supérfluas, mas voltadas para o consumo e não para o investimento. Errado! Esse ensinamento procura mostrar que pagar a  si mesmo é o equivalente a acumular recursos e construir ativos, investir e aprender a investir, gerando mais recursos para o futuro, com o detalhe de fazer isso antes de qualquer coisa.

Ter uma reserva e ver seu dinheiro trabalhando pra você pode trazer a segurança que todos almejamos. Seja investindo primeiro e pagando as contas depois ou vice-versa, não deixe de se planejar e de tempos em tempos, replanejar. As coisas mudam e estar preparado é essencial!