#4


12 / ABRIL / 2019 - Criando uma meta para os fundos imobiliários

“O trabalho dignifica o homem”

Obter renda passiva (renda que não necessita de esforço para ser obtida) que permita manter as contas em dia, fazer uma viagem ou um lazer e até mesmo investir, é uma meta que muitas pessoas possuem. Tem muita gente dizendo que ama o que faz e que não deixaria de trabalhar por nada, mas a questão não é essa. Aliás as questões são:

Quanto de renda passiva você tem mensalmente?
Se você recebesse, passivamente, o suficiente para pagar as suas despesas mensais com folga. Isso poderia resultar em algum ganho na sua vida?

Eu acredito que ter essa renda passiva pode gerar uma tranquilidade que permitiria que eu pudesse não me preocupar mais com a possibilidade de um dia ficar desempregado, por exemplo. (Isso se essa renda chegar a ser igual ao salário) Ou então, não me preocupar mais com a aposentadoria, com algum gasto extra que eu queira fazer por puro desejo ou sei lá mais o que. Afinal, estaria ganhando um valor passivamente, além do meu salário.

Pensando nisso, achei que seria interessante se eu buscasse alcançar essa renda passiva e foi por isso que acabei investindo nos fundos imobiliários. Eles permitem que eu tenha uma renda mensal baseada nos proventos que cada um dos fundos devolve para o cotista mensalmente. Mas até então, não havia estabelecido uma meta e acho que esse é o momento para defini-la.

A meta para os fundos imobiliários vai ser: obter renda passiva que se iguale ao salário líquido mais 10%. Assim, poderei manter o padrão de vida com reajustes mensais, já que estarei recebendo 10% a mais do que o salário. Esses 10% servirão para reinvestir diretamente nos FIIs quando estiver no período de uso dos proventos ou para atualizar a reserva de emergência. Vale ressaltar que os proventos são variáveis e que esses 10% são uma espécie de proteção para possíveis reduções.

Meta:
1 - Alcançar um recebimento de proventos 10% maior que o salário.

OBS: Essa é uma meta grande que só será alcançada no longuíssimo prazo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Me diga o que achou.. comente!